A PF realizou uma operação contra a cúpula da PMDF com relação ao ocorrido de 8 de janeiro.

A operação foi realizada na sexta-feira (18). A Polícia Federal alvejou os policiais e oficiais da Polícia Militar por participação nos atos extremistas ocorridos no dia 8 de janeiro.

Embora os alvos exatos da operação ainda sejam mantidos em sigilo, há informações de que o comandante-geral da PMDF, coronel Klepter Rosa Gonçalves, e o ex-comandante da corporação, Fábio Vieira, estariam entre os alvos.
Eles são responsáveis ​​pelo cumprimento de vários mandados de prisão, inclusive de busca e apreensão, expedidos pelo ministro do STF, Alexandre de Moraes.
Os alvos teriam desrespeitado a lei quando a sede dos Três Poderes foi atacada por manifestantes no dia 8 de janeiro. As prisões ocorreram após solicitação apresentada pela Procuradoria-Geral da República (PGR).
Segundo a PGR, constatou-se que os policiais militares desenvolveram uma contaminação ideológica. Eles eram conhecidos por serem capazes de fazer teorias da conspiração sobre golpes e fraudes eleitorais.
O órgão também alegou que os dirigentes, que comandavam a corporação, sabiam dos planos do movimento antes do ataque à sede dos Três Poderes.
As provas apresentadas durante a investigação revelaram que os suspeitos estavam cientes dos riscos envolvidos na realização da operação. Eles falharam em agir de acordo com esses avisos, apesar de estarem cientes de seus deveres.

Foto: Reprodução / R7

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

últimas notícias

Categorias

Redes Sociais