Babá Santana abre exposição ‘Encontro’ e mostra arte da papietagem na Casa da Pólvora

A arte da papietagem será apresentada, a partir desta sexta-feira (15), na Casa da Pólvora, na exposição ‘Encontro’ do artista visual Babá Santana. A abertura será às 16h e a mostra, que tem mais de uma dezena de obras, compõe a programação do Festival Centro em Cena, realizado pela Fundação Cultural de João Pessoa (Funjope).

“Nós planejamos um conjunto grande de atividades para ocupar e intensificar a presença e a dinâmica cultural no Centro Histórico. O Centro em Cena tem esse papel de intensificar uma ação cotidiana que já fazemos nos nossos equipamentos, como o Hotel Globo e a Casa da Pólvora. A exposição do Babá se insere nesse contexto”, destaca o diretor-executivo da Funjope, Marcus Alves.

Na Casa da Pólvora será realizado também o show do Cabruêra, dentro do Centro em Cena. Haverá ainda sarau literário, exposição de livros e uma feira de literatura no Museu de São Francisco e nas igrejas do Centro Histórico. “Estamos com essa dinâmica muito forte e o Centro em Cena veio para ficar”, acrescenta.

Exposição – A mostra é inspirada no encontro de dois artesãos no município de Dona Inês – Babá Santana e Sérgio Teófilo, que é artesão daquela cidade. “Estava havendo um festival lá e eu fiz a exposição com ele e pus o nome encontro porque era o nosso encontro, o encontro do artesanato, das figuras do circo com a arte dele. É um encontro das pessoas naquele lugar, que sempre tem alegria”, explica o artista.

Na Casa da Pólvora, porém, as obras expostas são exclusivas de Babá Santana. As peças, que são todas de papel, estão sendo cuidadas para a montagem da exposição. “Todos os momentos em que um artista expõe um trabalho, a sua vida de trabalho, é muito especial. A expectativa é que as pessoas vejam, que se encontrem lá para ver essa história muito colorida”, comenta Babá Santana.

Ele ressalta que todos os bonecos são pretos e que é algo inédito na sua carreira. “Nunca tinha feito bonecos pretos e a exposição é toda de bonecos pretos. Eu coloco um rosto branco e fica muito interessante”, acrescenta. “Acima de tudo, a Casa da Pólvora é um lugar de encontros com o público, com o pôr do sol. É um lugar muito especial”, completa.

últimas notícias

Categorias

Redes Sociais