Centro de Referência Municipal da Pessoa Idosa continua com matrículas abertas para diversas atividades

Centro de Referência Municipal da Pessoa Idosa continua com matrículas abertas para diversas atividades

O Centro de Referência Municipal da Pessoa Idosa (CRMPI), no Altiplano Cabo Branco, segue com matrículas abertas para diversas atividades recreativas, esportivas e também assistência à saúde, através do serviço social e de psicologia. O espaço é aberto ao público em geral, com atendimento de segunda a sexta-feira, das 8h às 17h, e oferece durante todo o ano programações fixas e especiais.

Na programação anual, o clube oferta dança, hidroginástica, aeróbica, alongamento, oficina da memória, artesanato, vôlei de câmbio (adaptado para o idoso), ginástica gerontológica e dinâmica de grupo, além de atendimento com nutricionista, psicólogos e assistente social, incluindo o Serviço de Convivência e Fortalecimento de Vínculos.

O Centro de Referência Municipal da Pessoa Idosa também mantém um calendário de atividades especiais, a exemplo das comemorações a datas alusivas, como é o caso do Dia Internacional das Pessoas Idosas (1º de outubro) e períodos festivos, como festas de final de ano, carnaval, São João e outras.

Pedro José da Silva, de 78 anos, é aluno novato do CRMPI. Ele participa das atividades há dois meses e disse que está gostando muito. Matriculado na aula de dança e na ginástica gerontológica, ele afirmou que tem mantido o ritmo de frequência de duas vezes na semana e que a cada seis meses faz um check up para ver se está tudo bem com a saúde. “O serviço aqui é de primeira qualidade porque todos os que aqui trabalham estão empenhados com o nosso bem-estar”, acrescentou.

Para Maria Margarete, de 71 anos, e Hercílio Rique, 78, frequentadores assíduos das aulas de dança há quatro anos, as atividades do Centro mudou a vida deles. “O idoso precisa se movimentar e esse espaço oferece uma programação diversificada que atende nossas necessidades, tirando todo nosso estresse. Ter um serviço 0800 e de qualidade, aberto à toda comunidade mostra o compromisso da gestão para com a população”, ressaltou o casal.

Regiane Mota, de 69 anos, disse que é frequentadora do CRMPI há nove anos e que não tem do que reclamar. “Isso aqui funciona como uma terapia para mim. Aqui não sei o que é tristeza. A Prefeitura está de parabéns pelo serviço prestado, pois as atividades dão suporte ao nosso dia-a-dia”, afirmou.

últimas notícias

Categorias

Redes Sociais