Cícero Lucena lança Corredor Turístico e ações irão fortalecer Centro Histórico com atrações gratuitas de cultura

O prefeito Cícero Lucena apresentou, nesta quinta-feira (31), o projeto Corredor Turístico, criado pela Prefeitura de João Pessoa para fortalecer o Centro Histórico, transformando a Avenida Duque de Caxias, a partir do Pavilhão do Chá até o Centro Cultural de São Francisco, num espaço para apresentações gratuitas de música e grupos de cultura.

O lançamento aconteceu na Academia Paraibana de Letras (APL) e contou com apresentação da banda Rubacão Jazz. Em seguida, um recital, com o pianista Lucas Bojikian e a apresentação da Ave Maria, cantada pela soprano Izadora França, no Centro Cultural de São Francisco. As duas apresentações foram uma espécie de ‘amostra’ de como o projeto vai funcionar em cinco pontos da Avenida Duque de Caxias, com programação diária.

“O objetivo é dar vida e resgatar o nosso Centro Histórico. Nós pretendemos criar um corredor e, em alguns pontos, a partir das 17h, apresentarmos atividades culturais em parceria com a Universidade Federal da Paraíba (UFPB). Será um ambiente cultural para que as pessoas sintam-se a vontade e acolhidas nesse espaço tão importante para a nossa cidade”, explicou o prefeito Cícero Lucena.

O projeto contará com quatro pontos fixos de cultura: Pavilhão do Chá, Ponto de Cem Réis, Praça Rio Branco e Centro Cultural São Francisco – este o primeiro a receber os eventos a partir de outubro. Os demais serão incluídos após a Prefeitura de João Pessoa concluir um projeto de requalificação na Avenida Duque de Caxias, com recuperação de calçadas, pisos, iluminação, entre outras intervenções.

O Corredor Turístico é fruto da parceria realizada entre as Secretarias de Ciência e Tecnologia (Secitec), Turismo (Setur), Comunicação Social (Secom), além da Fundação Cultural de João Pessoa (Funjope), Superintendência Executiva de Mobilidade Urbana (Semob) e do Centro de Comunicação, Turismo e Artes da Universidade Federal da Paraíba (CCTA/UFPB).

“Estamos criando uma grande atração turística para a cidade, com impacto para a economia criativa através da cultura. Isso vai possibilitar a qualificação do Centro, porque se a gente trouxer uma quantidade significativa todos os dias, vamos viabilizar negócios como cafés, bares e restaurante”, explicou Guido Lemos, secretário de Ciência e Tecnologia do município.

Nessa perspectiva, de fomento ao emprego e renda, a Prefeitura de João Pessoa planeja ações do programa ‘Eu Posso’ para viabilizar microcréditos para os comerciantes instalados no Centro ou que desejam ocupar o local. “Vai ter um edital específico, oportunizando a eles um atendimento diferenciado e com condições distintas em relação à tributação e a outras ações das secretarias da Prefeitura”, explicou Vaulene Rodrigues, secretária de Desenvolvimento Econômico e Trabalho (Sedest).

Confira cada ponto de cultura do projeto Corredor Turístico:

– Pavilhão do Chá (Ponto do Jazz): apresentação de grupos e bandas de Jazz;

– Ponto de Cem Réis: espetáculos de dança popular, Street Dance, grupos folclóricos, folias de rua e grupos carnavalescos;

– Praça Rio Branco (Ponto da MPB): shows de grupos de choro, samba e forró;

– Centro Cultural de São Francisco (Música Clássica): espetáculos de música de câmara e orquestral, com acompanhamento de Coro Sinfônico;

– Ponto das igrejas do entorno: apresentação de corais e canto gregoriano nas igrejas do Centro Histórico (Catedral Basílica de Nossa Senhora das Neves; Igreja da Misericórdia; Mosteiro de São Bento e Igreja de São Frei Pedro Bento Gonçalves).

 

últimas notícias

Categorias

Redes Sociais