Circulador Cultural traz show de Escurinho e mistura ritmos, cordel e grafite neste domingo

Circulador Cultural traz show de Escurinho e mistura ritmos, cordel e grafite neste domingo

O projeto Circulador Cultural deste domingo (22) apresenta música, cordel e grafite com uma série de atrações. A lista de artistas inclui o cantor, compositor e percussionista Escurinho, DJ Iordz, DJ Vinny Santos e os integrantes do grupo Casulo, que vão fazer arte em grafite no anfiteatro da Casa da Pólvora. O evento é gratuito e começa às 16h.  

Circulador Cultural traz show de Escurinho e mistura ritmos, cordel e grafite neste domingo

“A Funjope preparou, para este domingo, na Casa da Pólvora, uma festa muito simbólica pelo seu poder de integrar diversas linguagens artísticas e linhagens estéticas. O show do Escurinho, por exemplo, é muito marcante e muito forte porque, além de estar celebrando o aniversário de 20 anos do CD Malocage, tem essa presença marcante e forte do Escurinho, que carrega toda uma identidade dos movimentos da negritude, dos artistas pretos e pretas”, declarou o diretor executivo da Funjope, Marcus Alves.  

Para ele, isso é fundamental e, com esse show, a Fundação está abrindo a temporada de ações e de eventos que vão marcar as comemorações do Mês da Consciência Negra, que é novembro. “O show do Escurinho é muito esperado e, desde já, agradeço a ele por toda compreensão e pela aceitação ao nosso convite de fazer um show. O Circulador Cultural deste mês está conseguindo fazer essa integração das linguagens. Tem música eletrônica, grafitagem. Então, vai ser uma festa muito bonita”, acrescenta.

Escurinho – O cantor, compositor e percussionista pernambucano Escurinho, radicado na Paraíba, apresenta sua música em forma de poesia urbana, fazendo uma mistura de ritmos e percussão, passando pelo xote, reggae, forró, baião, rock experimental, caboclinho, boi de reisado, maracatu, coco de embolada.  

Ele ressalta que seu disco Malocage está completando 20 anos e é um álbum considerado importante para a difusão da música paraibana nesse período, incentivando muita gente a produzir música. Por isso, todo o repertório do disco faz parte do show deste domingo e mais algumas que o grupo tocava na época. “A banda que vai tocar comigo é a banda original, Labacé, com o Igor, Boy, Pablo e Alex Madureira, e trabalhamos juntos durante muito tempo. Hoje toco com outra banda”. O cantor também vai levar convidados.  

DJs – O DJ Iordz mora no Centro, e sua apresentação entra no contexto do movimento da dança e da house music. A intenção é mostrar o trabalho de artistas locais que fomentam o movimento. Além de tocar, Iordz é bailarino e faz dança de rua.  

A ideia dos artistas neste Circulador Cultural é deixar o show mais interativo e perto do público, conforme observa o DJ Vinny Santos. Por isso, será realizado no anfiteatro. “O DJ, às vezes, fica num palco muito distante e queremos deixar mais perto para que as pessoas vejam o que estamos executando. A proposta do meu som é voltada ao afro house e ao melódico. Dentro desse contexto, trago poemas de cordel”, diz.  

Na programação, haverá interações com o grupo de artes Casulo, que vai fazer uma arte de grafite em formato de cordel. A imagem vai mostrar a ligação da praia ao Rio Sanhauá. “A minha expectativa não poderia ser melhor, reunindo imagem e som, tudo ao mesmo tempo, muita gente na pista dançando. Nesse show, queremos trazer tudo isso”, comenta Vinny Santos.           

últimas notícias

Categorias

Redes Sociais