Congresso Técnico define confrontos da primeira fase da Taça das Favelas

Congresso Técnico define confrontos da primeira fase da Taça das Favelas

A Prefeitura de João Pessoa, através da Secretaria de Juventude, Esporte e Recreação (Sejer), em parceria com a Central Única das Favelas – Cufa/PB, realizou, nesta segunda-feira (2), o Congresso Técnico do maior torneio de futebol de campo entre favelas do mundo: a Taça das Favelas. O evento, que foi realizado no auditório do Centro Administrativo Municipal (CAM), em Água Fria, reuniu representantes das 16 comunidades, nas modalidades masculino e feminino. A primeira fase da Taça das Favelas será realizada neste sábado (7) e domingo (8).  

As equipes foram divididas em dois grupos, que disputarão no estilo mata-mata. Ao final, o time vencedor ganhará uma festa na comunidade que representa e além disso, os 20 melhores atletas avaliados por uma comissão técnica, vão compor o time que representará a Paraíba na etapa nacional que será realizada no mês de dezembro, em São Paulo.  

O secretário de Esportes do Município, Kaio Márcio, reafirmou o compromisso da Prefeitura em apoiar o esporte da Capital, através de projetos que desenvolvam o cidadão e revelem novos talentos. “Ficamos muito felizes em poder realizar essa competição de extrema importância. E tenho a certeza que será a primeira de muitas. Ela é diferenciada, principalmente pela faixa etária, por ser jovens de até 17 anos e por ter uma representatividade muito boa. Além de levar um time muito forte para concorrer a grande final, a expectativa maior é que a gente consiga entrar nas comunidades, tornar o futebol o esporte ainda mais acessível, e esse torneio vem em uma hora muito boa para nós”, concluiu.  

A Taça das Favelas é um importante campeonato de futebol amador que promove a inclusão e o desenvolvimento social por meio do esporte. Realizada em várias regiões do Brasil, a competição chega à Paraíba com o apoio dessas duas instituições comprometidas com a promoção da cidadania e do esporte nas comunidades.  

A disputa, terá duração de 40 dias, reunirá times de diferentes localidades, proporcionando uma oportunidade única para os jovens mostrarem seu talento e apresentarem suas favelas em um ambiente de competição saudável e inclusão social.    

“Após o grande evento de lançamento, a Cufa Paraíba vem firmando esse compromisso, juntamente com a Sejer, nesses 16 territórios de favela de João Pessoa no fortalecimento da prática esportiva, por acreditar que seja um dos meios de mudanças de vidas para esses jovens moradores da periferia. O objetivo maior é revelar talentos que muitas das vezes estão nos poeirões, nas vielas e agora terão a oportunidade de estar jogando em campos profissionais e quem sabe até vão fazer parte da seleção paraibana”, explicou Vitor Rodrigo, coordenador pedagógico da Cufa Paraíba.  

Além de fomentar o esporte e a integração comunitária, a Taça das Favelas também visa criar oportunidades para que esses jovens possam se destacar e, quem sabe, seguir uma carreira profissional no futebol. A Sejer tem se empenhado em oferecer suporte técnico e logístico necessário para a realização do campeonato.  

Comunidades participantes  

Bairro São José

Comunidade da Gauchinha

Comunidade do Aratu

Comunidade do Riachinho

Comunidade Ernani Sátiro

Comunidade São Geraldo

Rangel

Comunidade São Rafael

Comunidade 4 de Outubro

Gadanhe

Irmã Dulce

Jardim Itabaiana

Muçumagro

São Luiz

São Matheus

Taipa

Vista Alegre  

Números da Taça na Paraíba:  

Beneficiário direto: 512 jovens

Beneficiários indiretos: 4.000 pessoas, dentre elas voluntários, líderes comunitários, fornecedores, produtores e responsáveis dos beneficiários diretos.

Total de Beneficiário(s): 4.512  

No ano passado, a Taça das Favelas teve a primeira edição nacional, disputada em São Paulo, com a seleção do Rio de Janeiro vencendo a edição feminina, e a de São Paulo, vencendo a masculina. Em dez anos, mais de cinco mil favelas, em todo o território nacional, participaram do evento que ao longo dos anos movimentou 400 mil jovens.  

Objetivos – A competição visa contribuir para a promoção da inclusão social através do esporte, influenciando positivamente a realidade de crianças e jovens brasileiros. Uma oportunidade de promover a integração das favelas e comunidades, a ressignificação do território e o fortalecimento da autoestima da juventude das favelas, incentivar a prática esportiva através da realização de partidas de futebol de campo nos finais de semana, em formato de campeonato para o desenvolvimento dos jovens em vulnerabilidade social; realizar palestras/workshops; realizar acompanhamento da evolução escolar e esportiva. Por fim, descobrir talentos do futebol dando oportunidade aos jovens, em situação de vulnerabilidade social, de se tornarem atletas.

últimas notícias

Categorias

Redes Sociais