Em abertura do Festival do Japão na PB, Cícero Lucena destaca trajetória do médico Ítalo Kumamoto

Durante abertura do 18° Festival do Japão na Paraíba, nesta sexta-feira (15), no Teatro Paulo Pontes do Espaço Cultural, o prefeito Cícero Lucena destacou as contribuições de Ítalo Kumamoto, na ciência e na medicina, para a sociedade pessoense. O médico é filho do primeiro imigrante japonês em solo paraibano, há 100 anos, e foi homenageado no evento com a medalha Cidade de João Pessoa pela Câmara Municipal.

“Reconhecimento, também, pela relevância de suas contribuições em todas as áreas e no relacionamento com as pessoas. Sem dúvida nenhuma, a Câmara Municipal de João Pessoa, na propositura da vereadora Raissa Lacerda, concede de forma muito merecida esse título para alguém que dedicou a sua vida para servir a cidade de João Pessoa e o seu povo”, destacou o prefeito.

O homenageado, o cardiologista Ítalo Kumamoto, recebeu amigos, apoiadores da integração Brasil/Japão e da cultura japonesa, na cerimônia no Espaço Cultural. Ele agradeceu a honraria e disse que o sentimento é de gratidão pelo carinho recebido pelo povo da Capital. “De todas as classes sociais, dos mais diferentes segmentos, em função do trabalho que a gente desenvolve com muito carinho e amor. E essa é a melhor forma de devolver ao povo de João Pessoa o respeito que a gente tem dentro do coração”, agradeceu o médico.

A vereadora Raissa Lacerda justificou a honraria, destacando a trajetória do médico como um verdadeiro sacerdócio em favor dos pessoenses. “Ele tem um instituto em nome do seu filho, o saudoso Felipe Kumamoto, com um trabalho belíssimo. Em 2018 foi aprovada a honraria, tendo em vista que teríamos em vista esse evento maravilhoso, da imigração dos japoneses aqui, porque tudo começou com o pai dele, o seu Ejji Kumamoto. Então, é uma justa homenagem pelos seus serviços prestados”, afirmou.

Festival – O evento, organizado em parceria com o Instituto Federal da Paraíba, contou na abertura com a apresentação da Orquestra de Cordas do IFPB. O festival comemora o Ano do Coelho e relembra a chegada dos primeiros japoneses na Paraíba na cidade de Princesa Isabel.

Também são parceiros neste evento o Consulado do Japão em Recife/PB, Associação Cultural Brasil Japão da Paraíba/PB, Universidade Federal da Paraíba (UFPB), Fundação Cultural de João Pessoa (Funjope), Fundação Espaço Cultural (Funesc) do Governo da Paraíba, dentre outros.

Os visitantes terão a oportunidade de participar de atividades interativas e poderão aprender a arte milenar das diversas técnicas. A programação se estende até domingo (17), com atividades no Centro de Ciências Humanas, Letras e Artes (CCHLA) da Universidade Federal da Paraíba. Serão realizadas apresentações culturais, palestras, gastronomia e a realização de oficinas de Origami, Furoshiki, Humihimo, Nihongo, colagem e de Haikai.

últimas notícias

Categorias

Redes Sociais