Estação Cabo Branco tem programação diária e gratuita alusiva ao Dia da Criança

Estação Cabo Branco tem programação diária e gratuita alusiva ao Dia da Criança

Mais de 60 crianças participaram nesta terça-feira (10) do segundo dia da programação da Estação Brincar, da Estação Cabo Branco – Ciência, Cultura e Arte, no bairro do Altiplano, alusiva ao Dia da Criança (12). A Semana da Criança foi aberta na segunda-feira (9) e se estende até quinta-feira (12).  As atividades começam às 9h e se estendem até as 14h e incluem oficinas de mágica, musicalização e contação de história, visitação as exposições e telas, além de dança e outras ações culturais gratuitas e abertas ao público.

Na programação desta terça-feira (10), além da contação de histórias e outras atividades lúdicas, crianças do Grupo de Dança de Coco da Escola Quilombola Antônia do Socorro Silva Machado, no bairro Paratibe, apresentaram o projeto Chão do Quilombo para o Chão da Escola, um resgate a cultura sobre o coco de roda.

Professores e gestores dos Centros Municipais de Ensino Infantil (CMEI) de João Pessoa enalteceram a importância da Estação Brincar para que os alunos da Rede Municipal de Ensino compreendam o que é arte.

Para eles, essas atividades fora das salas de aula são fundamentais para estimular e incentivar o desenvolvimento das habilidades voltadas para a arte na pré-escola, bem como para que compreendam o trabalho construído nos Centros de Ensino do Município.

“Levar a criança para vivenciar a arte traz inúmeros benefícios. Aos três anos, elas vivenciam esse contato pela primeira vez e quando saem daqui vão contar suas histórias em casa, aos coleguinhas, melhorando as relações dentro e fora da sala de aula”, destaca a professora Elizabete Batista Mendes, do CMEI Adalgisa Vieira, localizado em Cruz das Armas, e que foi prestigiar nesta terça-feira (10), o segundo dia da programação do Estação Brincar.

Marluzia Malta, gestora do CMEI Adalgiza Vieira, disse que atividades como esta trabalham todo o pensar da criança, dando expansão ao seu imaginário. “É um mundo novo para ela e essa experiência será dividida com os pais, com os coleguinhas. A partir de programações assim ela começa a se desenvolver, a ter mais criatividade. Trata-se de um mundo mágico que a sala de aula não vai ser suficiente para que ela descubra o que é conviver com a arte desde cedo”, afirmou.

A professora Dislene Soares, da Escola Quilombola Antônia do Socorro Silva Machado, no bairro Paratibe, disse que a experiência vivida nessas atividades extra classe traz um rico aprendizado para os alunos, “isto, porque não existe o ensinar apenas, porque tudo parte da experiência do viver, do tocar. Não tem como fazer a Educação Infantil sem trabalhar com a arte, sobretudo, sendo uma escola quilombola. É um momento gratificante ver nossas crianças como protagonistas nessa experiência”.     

Serviço – A Estação Cabo Branco – Ciência, Cultura e Arte, localizada no bairro do Altiplano, está aberta à visitação para o público em geral de segunda à sexta-feira, das 9h às 12h e das 13h às 17h, com entrada gratuita.  O espaço segue também atendendo as instituições de ensino pública e privada para visitação, através de agendamento no seguinte endereço eletrônico: linktr.ee/estacaocabobranco

últimas notícias

Categorias

Redes Sociais