Funjope se reúne com comitê organizador da Marcha da Negritude

Na manhã desta segunda-feira (25), o diretor executivo da Fundação Cultural de João Pessoa (Funjope), Marcus Alves, se reuniu com o comitê que organiza a Marcha da Negritude. O encontro foi na sede da Fundação e reuniu Marli Soares, Lourdes Teixeira, Vivianne Karla de Oliveira Germano, Nivaldo Pires e André Adinkra. A Marcha acontece no dia 17 de novembro em alusão ao Dia da Consciência Negra (20/11). A concentração será em frente ao Teatro Santa Roza, a partir das 14h, e os participantes seguem até o Parque Solon de Lucena.

“Esta foi a primeira de uma série de conversas que vamos ter com os representantes da Marcha da Negritude para que possamos fazer um planejamento e observar a presença da Funjope, do governo municipal do prefeito Cícero Lucena junto a este movimento. É importante porque todos os anos nós temos participado como uma forma de valorizar, dar visibilidade à política de reparação e justiça social que precisa ser feita não apenas em João Pessoa, mas em todo o Brasil”, declara o diretor-executivo da Funjope, Marcus Alves.

Ele lembra que a Funjope já tem uma experiência nessa área. Um exemplo é que em todos os editais a Fundação trabalha com a política de cotas. Além disso, tem o Prêmio João Balula, o edital João Balula em homenagem a esse líder do movimento negro na cidade.

Marcus Alves ressalta que essa reunião tem um caráter muito especial porque também nesta segunda-feira (25) o prefeito Cícero Lucena e o vice-prefeito Leo Bezerra, comprometidos com a política de justiça social de dar visibilidade às questões dos negros, das pretas e pretos, enviaram para a Câmara Municipal de João Pessoa a proposta de criação da Coordenadoria Municipal de Igualdade Racial.

“Isso é um sonho de todo o movimento negro que, a partir desse momento, começa a tramitar na Câmara dos Vereadores num gesto do prefeito Cícero Lucena e do vice-prefeito Leo Bezerra. Para nós, é muito importante esse movimento”, comemora Marcus Alves.

Marli Soares, que compõe a organização executiva do evento, também celebra o apoio. “A reunião de hoje foi para firmarmos essa parceria com a Funjope. É um compromisso desde o início da gestão de organizarmos a marcha junto com a Fundação. Este ano trazemos o tema ‘Marchamos por uma Equiparação e Equidade Racial’”, explicou.

Ela ressalta que a importância da marcha é reforçar o combate ao racismo. A intenção é também falar sobre direitos. “A ideia é sensibilizar, falar de como é importante o reconhecimento, destacar o que é o racismo, algo que não acaba nunca. A marcha é um dos nossos instrumentos para combater o racismo e fortalecer a nossa identidade, envolvendo a comunidade nesse enfrentamento”, acrescenta.

últimas notícias

Categorias

Redes Sociais