Grupo de mulheres do Residencial Vista do Verde participa de vivência no Hotel Globo

Um grupo de 25 mulheres do Residencial Vista do Verde, participou na tarde desta quinta-feira (21), de uma vivência com palestra e bate-papo, no Hotel Globo. O projeto de valorização é  realizado pela equipe técnica e social da Secretaria Municipal de Habitação Social (Semhab), da Prefeitura de João Pessoa e está incluído dentro do Programa Pós Ocupacional, que tem como finalidade melhorar a qualidade de vida dos moradores dos residenciais atendidos pelo Programa Habitacional do Município.

A secretária da Habitação Social, Socorro Gadelha, explicou que equipe técnica e social da Semhab acompanha as famílias desde o processo de seleção até acomodação nos apartamentos. “Foi assim que a equipe traçou um perfil dessas mulheres e nós entendemos que elas precisam ser valorizadas e empoderadas para levantar a autoestima delas, que são pessoas humildes e já enfrentaram muitas dificuldades na vida e com esse programa nós queremos melhorar a qualidade de vida delas”, comentou. Ela acrescentou que no Residencial Vista do Verde já é feito um trabalho com as mulheres através do Programa Mulheres Poderosas e o resultado tem sido bastante positivo.

A oficina foi dirigida pela assistente social e terapeuta holística, Claudia Gouveia, que criou e coordena o Programa Mulheres Poderosas. Ela começou fazendo um momento de reflexão mostrando a importância que elas têm para suas respectivas famílias e para a sociedade.

“O que nós fazemos a mostrar para essas mulheres que elas são importantes, já que são pessoas marcadas pelo sofrimento gerado por conflitos domésticos e pela opressão imposta pela sociedade e o que nós fazemos e resgatar a mulher que está adormecida, devolvendo a vontade de viver, melhorando a autoestima, por isso nós criamos esse programa de assistência e mostramos a essas mulheres o valor que elas tem e o quanto elas são importante e esse trabalho levanta a autoestima delas, já que são pessoas humildes que vivem dentro de casa com muitas atribuições e precisam vencer muitas dificuldades e o gratificante é saber que nós estamos ajudando a todas elas”, comentou Cláudia Gouveia.

A assistente social, Maria Eunice da Silva, que acompanha o grupo de mulheres do Residencial Vista do Verde, contou que as mulheres chegam no grupo desacreditadas e começam a despertar para a vida quando se envolvem nas atividades. Ela explicou que no residencial as reuniões são periódicas e a vivência no Hotel Globo foi para mostrar o quanto elas são importantes e como podem superar as dificuldades do dia a dia, citando o caso da dona de casa Maricelia da Silva de Brito, que chegou no Residencial Vista do Verde desmotivada pesando mais de cem quilos e numa cadeira de rodas, mas ganhou ânimo quando passou a fazer parte do grupo, fez um regime e perdeu mais de 30 quilos, se livrou da cadeia de rodas e agora tem uma qualidade de vida melhor com a autoestima elevada.

História de superação – A dona de casa Maricelia da Silva Brito disse que a vida dela mudou depois que foi morar no Residencial Vista do Verde. Segundo ela, a ajuda do grupo tem sido fundamental para superar os problemas de saúde e psicológicos também. Ela conta que apoiada pelas amigas fez um regime perdeu peso e se libertou da cadeira de rodas e também superou alguns problemas de saúde. “O maior problema, as vezes está na cabeça da gente. Eu já estava desistindo da vida quando passei a integrar o grupo e isso eu só posso agradecer a Prefeitura e a Secretaria Municipal de Habitação Social pelas mudanças que aconteceram na minha vida e da minha família”.

Outra dona de casa que deu um depoimento sobre a importância do trabalho feito pelo grupo de mulheres, foi Daiana Paulino da Silva, que encontrou no grupo a força necessária para superar a perda da filha de quatro anos. Ela se emociona quando fala da filha e diz que sem o apoio que vem recebendo da equipe técnica e social da Samhab, não teria encontrado forças para superar aquele momento difícil da vida dela.

A dona de casa Sônia Régis contou que era parada no tempo, mas hoje participa de todas as atividades promovidas pela Secretaria Municipal de Habitação Socia. Ela disse que é grata pelo apoio dos professores Nildo e Júnior Black que realizam as aulas de ginástica e, também, as palavras da assistente social Nice Maria incentivando e levantando a autoestima das mulheres. “Hoje eu me sinto uma mulher realizada e tudo isso eu agradeço ao prefeito Cícero Lucena e a equipe da Secretaria de Habitação”, declarou.

últimas notícias

Categorias

Redes Sociais