Hotel Globo recebe exposição Identidade Afro do artista Elioenai Gomes

Hotel Globo recebe exposição Identidade Afro do artista Elioenai Gomes

A Fundação Cultural de João Pessoa (Funjope) abre, nesta sexta-feira (20), no Hotel Globo, a exposição Identidade Afro, do artista multicultural Elioenai Gomes, cuja trajetória tem 38 anos. A mostra marca, de forma antecipada, o Dia Nacional da Consciência Negra e segue até 30 de novembro. A abertura será às 16h, com uma performance afro. A entrada é gratuita.  

“Temos um compromisso de investir e acolher uma diversidade de culturas e a exposição do Nai faz parte desse esforço da Funjope de dar legitimidade e credibilidade aos artistas pretos e pretas. Nai tem uma contribuição imensa para a arte e a cultura de João Pessoa, sobretudo, quando olhamos o território do Centro Histórico com o qual ele tem uma dedicação muito grande”, declara o diretor executivo da Funjope, Marcus Alves.  

Para ele, nada melhor do que, com a proximidade do mês da consciência negra, começar a dar visibilidade à temática a partir da obra do Nai Gomes. O diretor ressalta que esta exposição está diretamente conectada ao Auto dos Orixás, uma ação que o artista faz todos os anos. “A Funjope fica muito contente de poder acolher esse projeto artístico e estético do Nai. Esperamos que, nos próximos 30 dias, o Hotel Globo, que tem uma alta visitação de moradores e turistas, possa colaborar nesse processo de dar visibilidade à temática e à arte das pessoas pretas”.  

O curador da mostra, Willian Macêdo, também exalta a obra do artista. “A exposição abrange a pluralidade do artista Elioenai Gomes, que mostra a identidade afro, fortalecendo e valorizando a arte e a cultura da parte mais antiga da cidade, o Centro Histórico”, destaca.  

A exposição é uma coletânea de trabalhos, que vai desde telas a esculturas e reciclagem. “Esse convite da Funjope, para mim, foi perfeito. Além das pinturas, vou mostrar duas peças de figurinos do espetáculo e arranjo criativo Auto dos Orixás”. O Auto tem 13 anos, é apresentado no Ponto de Cem Réis e, este ano, acontece em parceria com a Funjope.  

“Acredito que teremos um bom público, principalmente por todo esse trabalho de visibilidade da consciência negra, além do movimento turístico que acontece no Hotel Globo e ainda a divulgação do Ateliê Multicultural. A expectativa é muito boa”, afirma o artista.   

Elioenai Gomes é conhecido por sua diversidade nas artes com temáticas, personalidades e estilos afrodescendentes, pela luta e resistência diária na valorização do Centro Histórico através do seu Ateliê Multicultural. Ele desenvolve ainda ações socioculturais centradas no processo de humanização da população no Varadouro.

últimas notícias

Categorias

Redes Sociais