João Pessoa recebe pesquisadores da Irlanda para estudo sobre cárie

A cidade de João Pessoa está sendo campo prático para a realização de uma pesquisa encabeçada pela Organização Europeia de Pesquisa em Cárie (Orca). A pesquisa está acontecendo com crianças de idades entre três e 10 anos, estudantes da Rede Municipal de Educação. Para o estudo foi firmada uma parceria da coordenação de Saúde Bucal da Secretaria Municipal de Saúde (SMS) com a Trinity College Dublin, universidade da Irlanda, que está realizando a pesquisa.

A pesquisa tem como objetivo analisar a eficácia de alguns tipos de materiais utilizados no tratamento, bem como verificar a prevalência de cárie em crianças. A pesquisa teve início no dia 7 de agosto e segue até o final do mês de setembro, sendo continuada pelas equipes de Saúde da Família da Capital.

“Mesmo com diversos programas de prevenção de saúde bucal, a prevalência de cárie em crianças brasileiras ainda é alta, principalmente no Norte e Nordeste do País, causando impacto na qualidade de vida dessas crianças. Seguindo o princípio de promoção e prevenção à saúde do Programa de Saúde na Escola, a pesquisa, além da análise dos dados, garante o tratamento para a inativação da lesão”, explicou a coordenadora de Saúde Bucal da SMS, Camila Castelo Branco.

Para a participação da criança na pesquisa foi preciso que os pais assinassem um termo de consentimento, além de ser necessário atender aos critérios de participação pré definidos pelo projeto de pesquisa. Atualmente, a pesquisa está acompanhando 160 crianças.

Além do atendimento às crianças para coleta de dados, os pesquisadores irlandeses também estão realizando cursos de atualização para os profissionais de Odontologia que atuam na Rede Municipal de Saúde.

Cárie – A cárie é uma deterioração da estrutura dentária que acontece quando as bactérias presentes na boca começam a se desenvolver. Conforme o tempo vai passando e essas bactérias vão evoluindo, as camadas do dente são atingidas pouco a pouco, o que pode trazer graves consequências para a saúde bucal do paciente.


Texto: Rebeka Paiva

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

últimas notícias

Categorias

Redes Sociais