Leo Bezerra fiscaliza andamento das obras de reconstrução de escola no Bairro dos Novais

A Prefeitura de João Pessoa está reformando toda sua rede de ensino, com obras que garantem unidades mais modernas e confortáveis para o aprendizado dos alunos. Desde o início dessa gestão, 27 escolas já foram entregues e 55 estão em execução. O vice-prefeito Leo Bezerra fiscalizou, nesta quarta-feira (13), o andamento em uma dessas intervenções, a da Escola João Santa Cruz, no Bairro dos Novais, para verificar de perto a qualidade dos serviços e se estão dentro do cronograma para entrega.

“Esse é o nosso trabalho, junto do prefeito Cícero Lucena, dos secretários Rubens Falcão e Luciano Pereira, de visitar as obras, entregar equipamentos e fiscalizar as empresas. Acompanhar o dia a dia das escolas, essa aqui, em especial, não é uma reforma, mas uma reconstrução. A escola estava totalmente acabada e sucateada, mas nós estamos colocando o estilo do prefeito Cícero Lucena, com salas Google, espaços Make, na forma de fazer educação no município”, destacou Leo Bezerra.

A Escola João Santa Cruz está recebendo o padrão que a Prefeitura está implantando em todas as unidades, com serviços executados pela Secretaria de Infraestrutura (Seinfra). De acordo com o setor de obras (Diob), os serviços acontecem por bloco, para não comprometer o andamento das aulas. A unidade já recebeu novo reservatório, piso, revestimento cerâmico, telhado, esquadrias, projeto elétrico e as obras avançam para o ginásio poliesportivo.

“Não é uma mera reforma e nem manutenção, é uma reconstrução. Uma escola que estava bastante degradada, que está exigindo uma reforma completa, inclusive com a construção de novas áreas, como banheiros, salas administrativas e auditório”, explicou Luciano Pereira, secretário executivo de Infraestrutura. A previsão de entrega é entre dezembro desse ano e janeiro de 2024.

O diretor da instituição, Fernando Guimarães de Menezes, disse que a unidade atende mais de 230 crianças e 90 estudantes da Educação de Jovens e Adultos (EJA). O gestor lembrou que já são mais de 10 anos sem a unidade receber uma melhoria. “Quando a gente chegou aqui estava tudo quebrado, faltando muita coisa. Com as obras, teremos um ambiente melhor para oferecer aos alunos e, como consequência, mais qualidade na educação, com os alunos em salas com ar condicionado e espaços adequados para que eles possam se desenvolver”, afirmou.

últimas notícias

Categorias

Redes Sociais