Leo Bezerra libera R$ 789 mil para empreendedores inscritos no programa ‘Eu Posso’

Para quem empreende, ter acesso a um crédito faz toda diferença – é dinheiro que gera mais dinheiro. A Prefeitura de João Pessoa acredita nesse potencial, tanto que, nesta segunda-feira (18), o vice-prefeito Leo Bezerra liberou R$ 789 mil do programa ‘Eu Posso’, da Secretaria de Desenvolvimento Econômico e Trabalho (Sedest), que agora chega a marca de R$ 9,1 milhões em investimentos.

A solenidade aconteceu no auditório do Centro Administrativo Municipal (CAM), em Água Fria, para 97 novos beneficiados pelo mecanismo de fomento ao empreendedorismo e geração de renda. “Como vocês podem ver, casa lotada, casa cheia, não só entregando um benefício, não só entregando recursos, mas oferecendo um curso de capacitação e estando próximos dessas pessoas. Essa é a mensagem do prefeito Cícero Lucena, de muito respeito”, afirmou o vice-prefeito Leo Bezerra.

O secretário executivo de Desenvolvimento Econômico e Trabalho, João Bosco, explicou que os beneficiados passaram por capacitações, pela etapa de análise do processo e, hoje, estão podendo receber o certificado de participação no programa e, com isso, habilitar o crédito, que vai cair na conta de forma imediata. Ele também fez uma estimativa do valor destinado para cada categoria de crédito e que já são 1.800 pessoas beneficiadas, desde o início do programa em 2021.

“Em média, para as pessoas físicas, em torno de R$ 8 mil. Para pessoa jurídica, em torno de R$ 11 mil. É um incentivo para que as pessoas possam utilizar os recursos, seja para capital de giro, seja para capital fixo ou até misto, investindo no seu próprio negócio. E quem sabe, com isso, gerar até futuramente oportunidades de emprego para pessoas dentro daquele empreendimento que a gente está incentivando”, afirmou o secretário.

Nesse edital, dos 97 beneficiados, 36 pessoas são pessoas jurídicas e 61 pessoas físicas. Alguns deles tendo a oportunidade de, pela primeira vez, investir no seu próprio negócio. É o caso de Célio Rodrigues de Farias, que pretende transformar a habilidade de produzir artesanato com a esposa numa oportunidade de gerar renda. “Por enquanto, estamos fazendo em casa, até nós conseguirmos o local para montarmos o nosso trabalho. É um incentivo muito importante e espero que mais pessoas também possam empreender. Eu estava em Brasília, me aposentei, gostei de João Pessoa, me apaixonei por esse lugar e fiquei aqui com a minha esposa”, explicou o mais novo empreendedor.

últimas notícias

Categorias

Redes Sociais