Plataforma JP Cultura recebe inscrições para editais da Lei Paulo Gustavo

A plataforma JP Cultura é uma ferramenta de gestão cultural que garante a estruturação de sistemas de informações e indicadores, e está no ar como um dos canais de inscrição para os editais da Lei Paulo Gustavo. Ela está pronta para receber os cadastros de todos os artistas e agentes culturais de João Pessoa, principalmente os que vão inscrever projetos para os editais da LPG. Os formulários estão disponíveis.

“Estamos reativando a JP Cultura que estava paralisada e abandonada durante muitos anos. Agora nós conseguimos dar uma nova versão para ela, atualizada e avançada com ferramentas mais interativas e com capacidade de garantir a segurança plena de todos os artistas e profissionais da cultura que possam se utilizar dela”, declarou o diretor-executivo da Fundação Cultural de João Pessoa (Funjope), Marcus Alves.

Ele lembra que é uma exigência da legislação nacional ter uma plataforma como a JP Cultura para inscrições na Lei Paulo Gustavo. “Nós finalizamos esse trabalho num processo de atualização e deixando a plataforma totalmente organizada para que os nossos profissionais da cultura possam acessar de maneira segura”, disse.

Um aviso importante é que todos precisam fazer o cadastro, mesmo os que já estavam inscritos na antiga JP Cultura, porque a versão anterior é incompatível com a Lei Geral de Proteção de Dados (LGPD). Para ter acesso, basta entrar no link https://jpcultura.joaopessoa.pb.gov.br/ e fazer o cadastro, criando uma senha.

A JP Cultura é interativa. Nela, além de se inscrever nos editais, as pessoas vão poder divulgar seus trabalhos, interagir com os demais, cadastrar oportunidades de trabalho. Após o cadastro, é possível inserir seus trabalhos, textos, fotos e vídeos.

Se houver alguma dificuldade, inclusive para fazer a inscrição nos editais da Lei Paulo Gustavo, a equipe da Funjope estará de plantão para auxiliar no processo de cadastro. Uma das formas de solicitar orientação e tirar dúvidas é pelo e-mail lpg.joaopessoa.@gmail.com.

Tecnologia – A versão atualizada veio para melhorar e fazer com que artistas e todo o meio cultural possam colocar seus trabalhos na plataforma. O diferencial é que, com as inscrições da Lei Paulo Gustavo, é possível se inscrever nos próprios editais.

O analista de suporte de tecnologia da informação da Funjope, Jackson David, explica que o sistema de segurança também é superior, tendo em vista a LGPD. A versão atualizada garante que todos que fazem parte da cultura, e que se inscreverem através dos editais, tenham a segurança garantida em relação ao vazamento de dados.

“Todas as pessoas que estão ligadas à cultura em diversos segmentos podem se cadastrar. A plataforma é bastante diversa, não só no sentido de apresentação de propostas como abre a possibilidade para que os artistas possam expor seus trabalhos para o mundo”, ressalta.

Conhecendo a JP Cultura – Na aba ‘Oportunidades’, o usuário pode fazer inscrição ou acessar o resultado de diversas convocatórias como editais, oficinas, prêmios e concursos. Ele também pode criar o seu próprio formulário e divulgar uma oportunidade para outros agentes culturais. Basta fazer o cadastro no link http://jpcultura.joaopessoa.pb.gov.br/

Em ‘Eventos’, é possível pesquisar eventos culturais nos campos de busca de interesse que ajudam na precisão da pesquisa. O usuário cadastrado pode incluir seus eventos na plataforma e divulgá-los gratuitamente.

Clicando em ‘Espaços’, fica fácil procurar por espaços culturais incluídos na plataforma, acessando os campos de busca combinada que ajudam na precisão da pesquisa. O usuário pode cadastrar também os espaços onde desenvolve suas atividades artísticas e culturais.

Na aba ‘agentes’, estão registrados artistas, gestores e produtores, além de uma rede de atores envolvidos na cena cultural da região. Este espaço permite cadastrar um ou mais agentes que podem ser grupos, coletivos, bandas, instituições, empresas, associações, cooperativas, entre outros.

Já em ‘projetos’, estão registrados artistas, gestores e produtores; uma rede de atores envolvidos na cena cultural da região. O usuário pode cadastrar um ou mais agentes, a exemplo de grupos, coletivos, bandas, instituições, empresas, associações, cooperativas.

últimas notícias

Categorias

Redes Sociais