Polícia pede prisão de médico que agrediu esposa em João Pessoa; suspeito fala em ‘momento de estresse’

A Polícia Civil da Paraíba irá requerer a prisão do médico João Paulo Casado, suspeito de agredir sua esposa no ano passado. A informação foi confirmada pela delegada Cláudia Germano. As  imagens das agressões foram divulgadas nesse domingo (10).

João Paulo Casado ocupava o cargo de diretor técnico no Hospital Trauminha de João Pessoa e foi destituído da função nesta segunda-feira. Ele ainda foi exonerado do Hospital de Trauma de João Pessoa.

Em entrevista concedida à Arapuan fm nesta noite, João Paulo afirmou que as agressões ocorreram em um “momento de estresse”.

“Estou arrependido. Entendo minha falha, compreendo que embora tente me justificar, não será uma justificativa, estou disposto a contribuir com a justiça, para pagar juridicamente falando”, disse. Ele ainda apontou que foi um “momento de estresse, numa discussão apimentada”.

últimas notícias

Categorias

Redes Sociais