Prefeito autoriza obras de reconstrução da Lavanderia Comunitária de Mandacaru, com ampliação para oferecer capacitação e geração de renda

A Prefeitura de João Pessoa vai reconstruir e modernizar a Lavanderia Comunitária de Mandacaru. Nesta quarta-feira (6), o prefeito Cícero Lucena assinou ordem de serviço para início das obras, que vão reativar o funcionamento do equipamento, com condições mais adequadas de uso e oferecendo aos moradores geração de renda por meio da economia solidária.

“Aqui é um reencontro com a história, ouvir mães que criaram seus filhos trabalhando nesse equipamento, mas encontramos esse local em condições de abandono. Quis Deus que a gente identificasse tudo isso e fazer a obra, de uma forma mais moderna, que é não só dotar de equipamentos, de máquinas para que elas possam produzir mais, como colocar um núcleo de aprendizado de confecção e produção, que seja revertido em mais emprego”, afirmou o prefeito.

Com investimento de R$ 1,1 milhão, o projeto de reconstrução prevê a demolição da estrutura existente e construção de banheiros, salas de administração e capacitação, reservatório inferior e superior, vestiários, salas para as máquinas, salas para roupas e de secagem, uma rampa com passarela na entrada, um depósito, além de revestimento, nova calçada, modernização da fachada, cabeamento estruturado e casa de lixo.

A partir de um prédio novo, reconstruído do zero, a Lavanderia Comunitária também terá sua capacidade de funcionamento ampliada, com salas para capacitação e um núcleo de aprendizado de confecção. “A gente vai trabalhar com técnicas para economia dos produtos, para que os moradores possam apresentar melhor os trabalhos. Além disso, um polo de costura, onde seja possível realizar pequenos consertos, porque é comum que quem leva a roupa para lavar também queira fazer algum reparo”, explicou a secretária de Desenvolvimento Social, Norma Gouveia.

Reconstrução de vida – O serviço da Lavanderia Comunitária está desativado há cinco anos, já a estrutura ficou completamente deteriorada com o passar do tempo. Duas das primeiras usuárias do local, Maria do Socorro e Janete Cruz, possuem histórias parecidas e que se confundem com a própria história da lavanderia. Elas disseram que criaram os filhos lavando roupa, mas que estão enfrentando dificuldades para seguir com o trabalho. A reconstrução do equipamento vai representar, também, uma reconstrução de vida.

“O ganha pão da gente era a lavanderia. Tenho duas filhas que são formadas com lavagem de roupa. Mas, quando acabou, tivemos que nós deslocar para casa de família. Agora a gente vai ter mais tempo pra cuidar da nossa casa e ter nosso ganha pão de volta”, disse Maria do Socorro, enquanto Janete Cruz lembrou das despesas com conta de água e pouco espaço para trabalhar em casa durante esse tempo. “A água vem muito alta, porque eu gasto muito lavando roupa. Na lavanderia é melhor, tem onde estender. Estou muito feliz”, afirmou a dona de casa, que contou ter criado cinco filhos trabalhando como lavadeira.

A solenidade também contou com a presença do deputado estadual João Gonçalves, dos vereadores Guga Oliveira, Emano Santos, Mangueira, Marcílio do HBE e Damásio Franca, além de vários secretários municipais.

últimas notícias

Categorias

Redes Sociais