Prefeito destaca investimento no esporte durante a 2ª Corrida Solidária da Guarda que foi marcada por recorde de corredores e inclusão social

O prefeito Cícero Lucena destacou os investimentos que a Prefeitura de João Pessoa tem feito nos esportes durante a 2ª Corrida Solidária da Guarda, que aconteceu, neste domingo (24), na orla da Capital. A atividade de rua, organizada pela Secretaria de Segurança Urbana e Cidadania (Semusb), reuniu cerca de 1.100 atletas, batendo recorde no número de inscritos.

“Feliz porque cada vez mais as nossas provas estão mais organizadas. Parabenizar os que fazem a Guarda Metropolitana, demonstrando que podem fazer segurança de uma forma humanizada, com respeito as pessoas e cuidando daquilo que é mais importante, o maior patrimônio dessa cidade, as pessoas. E com certeza João Pessoa está se consolidando como a capital do esporte saudável”, destacou o prefeito Cícero Lucena, que percorreu os 5km.

A Corrida Solidária teve provas de 5km, 10km e 15km, com concentração às 5h e largada às 6h no Busto de Tamandaré. Visando garantir a segurança viária de todos os participantes, a Superintendência Executiva de Mobilidade Urbana de João Pessoa (Semob-JP) preparou um esquema especial de trânsito, uma vez que o fluxo de veículos foi totalmente bloqueado no percurso que abrangeu os bairros de Tambaú e Manaíra. Já no bairro do Bessa, o trânsito foi compartilhado, ou seja, 50% da faixa para os atletas e a outra metade para o fluxo de veículos.

O secretário de Segurança Urbana e Cidadania de João Pessoa, João Almeida, ressalta que eventos como este aproximam a Guarda da sociedade. “Faz parte de um projeto, não é apenas mais uma corrida. É exatamente uma aproximação, uma transformação das forças de segurança de João Pessoa junto com a sociedade e o esporte, com alegria, com energia que tem a cara dessa cidade. É muita felicidade pra mim, muito orgulho, obrigado papai do céu. Obrigado prefeito e toda a Guarda. Obrigado a todos de João Pessoa e na próxima vai ser melhor ainda”, afirmou João Almeida.

A corrida registrou a presença de atletas das forças de segurança, inclusive de outros estados, atletas em geral, pessoas com deficiência, além de animais acompanhando atletas e idosos.

Para Marylin Leal, de 83 anos, que participou da prova correndo 5km não existe limite de idade para praticar atividade física e parabeniza a Prefeitura pelo evento. “Eu tenho 83 anos e corro, caminho e faço musculação, não tem essa de idade pra fazer nada, na corrida de rua a gente sente o poder da natureza e a emoção da corrida mesmo, a animação dos atletas. E achei a Corrida Solidária da Guarda muito bem organizada, uma energia muito boa, próximo ano venho de novo”, disse a aposentada.

Gilvan Andrade, que é cadeirante, falou que os obstáculos devem ser vencidos, elogiou a corrida e falou sobre a relação que tem com a atividade física. “Eu poderia reclamar da vida, mas sou cadeirante e sou feliz, há 27 anos participo de corrida de rua e me sinto vivo e feliz a cada competição. A Corrida Solidária da Guarda foi maravilhosa, bem organizada, bem estruturada e eu convido outras pessoas a praticarem atividades também, levanta e vem sem feliz”, disse.

últimas notícias

Categorias

Redes Sociais