Prefeitura planta mais de 34 mil mudas de árvores em três anos e deixa João Pessoa cada vez mais verde

O Dia da Árvore é celebrado nesta quinta-feira (21). Nesses quase três anos de gestão, a Prefeitura de João Pessoa plantou mais de 34 mil mudas, tornando a cidade cada vez mais verde. Ipês, Coqueiros, Pata de Vaca, Jacarandá, Guapuruvu, Sibipiruna foram algumas das espécies plantadas. Para celebrar a data, a Secretaria de Meio Ambiente (Semam) vai promover a distribuição de Ipês de Jardim para a população, no período da tarde, no Parque de Exposições, localizado no bairro do Cristo Redentor.

Plantar árvores proporciona conforto térmico, equilibra a temperatura, contribui para melhor oxigenação do ar e é a alternativa mais efetiva de combater as alterações climáticas. As mudas são plantadas em passeios públicos, como praças, canteiros e rotatórias de ruas e avenidas; áreas verdes, como o entorno de nascentes de rios; nos Centros Municipais de Educação Infantil (Cmeis); nas escolas municipais; nos condomínios residenciais entregues à população pela Prefeitura, entre outros.

Para o secretário de Meio Ambiente da Capital, Welison Silveira, o cuidado com o patrimônio ambiental é mais do que uma política pública. “Nós, moradores de João Pessoa, temos uma relação afetiva com as áreas verdes da cidade. E na Semam, além do plantio e distribuição de mudas, fazemos o acompanhamento das árvores das áreas públicas, verificando as condições de saúde, tratamentos, levantamento arbóreo, entre diversas outras ações, que têm o objetivo de preservar e recuperar nossas áreas verdes”, comentou.

O plantio de árvores em praças e canteiros centrais é planejado anualmente pela Divisão de Arborização e Reflorestamento (Divar) da Semam. O setor é responsável pelos estudos fitossanitários (saúde) das plantas que ocupam áreas públicas da cidade. A Avenida Epitácio Pessoa, por exemplo, recebeu aproximadamente 300 novas mudas de plantas este ano. E a Avenida Beira Rio, 200.

“O acompanhamento deste trabalho é contínuo, pois, infelizmente, ainda nos deparamos com a má utilização do espaço público, e os canteiros danificados precisam passar por manutenção”, explicou o agrônomo Martinho Queiroga, chefe da Divar da Semam.

A Semam também tem realizado plantio de árvores nos bairros que estão recebendo novas pavimentações. “Realizamos uma entrevista com os moradores para saber quem deseja receber o plantio em sua calçada. Quem sinaliza positivamente, a Semam realiza o plantio”, contou Queiroga.

Foi o que aconteceu há pouco mais de um ano nas calçadas do Bairro do Seixas. As ruas foram pavimentadas e as calçadas, que seguem um padrão de acessibilidade, receberam o plantio de mudas. O administrador Rodrigo Jacon, gerente de uma pousada no bairro, foi um dos moradores que autorizou a ação em sua calçada.

Para Jacon, o plantio de árvores é um bem comum que só traz benefícios para a comunidade. “As árvores oferecem um ar mais agradável de se respirar. Tanto é que os hóspedes preferem esperar por uma vaga no restaurante, que fica em frente à pousada, dentro das nossas acomodações. Porque o clima é muito mais agradável”, observou.

Como solicitar o plantio – Os moradores de João Pessoa podem solicitar o plantio de árvores em suas ruas. O pedido pode ser feito pelo novo aplicativo ‘João Pessoa na Palma da Mão’, ferramenta que possibilita o acesso aos serviços da Prefeitura pelo celular. Após baixar o app, basta ir em “Serviços”, procurar por “Autorização Arbórea” e preencher a solicitação informando dados para contato e uma foto do local onde deseja realizar o plantio.

Os técnicos da Divar da Semam irão avaliar a solicitação e, no prazo médio de até sete dias úteis, responder à demanda. “É preciso considerar, entre outros pontos, o tamanho da calçada, se há ou não fiação por debaixo do concreto, se o local comporta receber esse indivíduo arbóreo, para, então, aprovar ou não a operação de plantio”, explicou o diretor de Controle Ambiental da Semam, Anderson Fontes.

Além do aplicativo ‘João Pessoa na Palma da Mão’, a população pode solicitar o serviço de plantio urbano pelo telefone (83) 3213-7018. Os pedidos de poda em áreas públicas também podem ser feitos pelo mesmo contato – de segunda a sexta, das 8h às 12h e das 13h às 17h.

Árvore símbolo de João Pessoa – A população elegeu este ano o Ipê amarelo como árvore símbolo da cidade. A pesquisa foi conduzida pela Semam, por meio da Divisão de Arborização e Reflorestamento.   O trabalho começou com a catalogação das árvores mais significativas para a cidade de João Pessoa. Os técnicos da Divar listaram um total de 115 espécies. Destas, três foram selecionadas para ir a voto popular: a Sibipiruna (Dama de Ouro), a Cássia Chuva de Ouro e o Ipê Amarelo, vencendo esta última.  

“A população de João Pessoa já tem em seu imaginário a floração do Ipê amarelo. As pessoas já associam dezembro, a chegada do Natal, com a Lagoa repleta de flocos de Ipê pelo chão. É uma imagem que o pessoense tem com muito afeto, principalmente, os mais idosos”, destacou Anderson Fontes.

O Ipê é uma árvore nativa da Mata Atlântica que pode chegar a uma altura de oito metros. É considerada a flor nacional, com ampla distribuição em todas as regiões do Brasil.

Árvores da Cidade – Quer conhecer um pouco mais sobre as espécies de árvores plantadas em João Pessoa? Basta acessar a plataforma Árvores da Cidade. Lá, o cidadão encontra informações sobre as espécies e os cuidados com o plantio. Os dados são organizados pelos profissionais da Semam da Prefeitura de João Pessoa.

Certificação – João Pessoa recebeu por dois anos consecutivos o certificado de ‘Cidades Árvores do Mundo’ (Tree Cities of the World) – título fornecido pela Organização para Alimentação e Agricultura das Nações Unidas (FAO/ONU) e a Fundação Arbor Day (USA). A premiação reflete o compromisso da Prefeitura de João Pessoa com o planejamento do manejo urbano, plantio de mudas nativas, desaceleração das mudanças climáticas e com a qualidade de vida dos moradores da capital paraibana.

No total, 168 cidades de 21 países foram reconhecidas com o certificado de ‘Cidades Árvores do Mundo’ e outras 50 cidades se juntaram à rede pela primeira vez em 2022 (última edição). Para receber o selo, João Pessoa teve que atender a uma série de requisitos relacionados à gestão da arborização urbana, informando se possui instrumentos legais, planos e diretrizes para proteção e manejo das árvores, do sistema de parques e áreas verdes, vegetação nativa remanescente e áreas de preservação.

últimas notícias

Categorias

Redes Sociais