Sabadinho Bom atrai pessoenses para o Centro Histórico e movimenta o comércio nas tardes de sábado 

A designer de interiores Juliana Viana mora no bairro de Tambaú, na Capital pessoense. Ela não conhecia o Sabadinho Bom, evento realizado pela Fundação Cultural de João Pessoa (Funjope), na Praça Rio Branco, com músicos paraibanos. Neste sábado (9), ela conheceu o evento e se apaixonou. “Eu faço dança de salão, inclusive, gosto muito de dança de gafieira e esse espaço aqui pra mim foi uma descoberta! Adorei!”. Assim como Juliana, centenas de outras pessoas ocuparam o espaço para dançar e ouvir samba e choro ao som de Raphael Soares e do grupo “Já Te Digo”. 

O Sabadinho Bom já é uma tradição no calendário de eventos de João Pessoa e tem um público consolidado, movimentando os pequenos comércios da área do Centro Histórico. Emanuela Nunes Oliveira mora no Centro, trabalha com eventos, vendendo espetinho, feijoada e caipirosca. “Todo sábado eu monto meu carrinho e o Sabadinho Bom é um excelente evento, sempre tem música de qualidade, dá para fazer uma renda extra aqui. Eu trabalho com mais quatro pessoas, só aqui no meu carrinho”, concluiu.

O Sabadinho Bom reúne um público diverso na faixa etária e composição social.  Isa Vieira é técnica em enfermagem e mora no Centro. Ela foi com o filho, Nuno Vieira, de sete anos. Nuno revelou que gosta do local porque tem muitas árvores e ele pode ficar observando a natureza, enquanto a mãe aproveita a música, a sombra e, claro, a culinária local. Isa destacou que “esse lugar é muito tranquilo. É um momento do dia que tiro para descansar, relaxar e o Sabadinho Bom é perfeito nesse sentido, de ser um espaço de lazer na cidade”, concluiu.

O direitor-executivo da Funjope, Marcus Alves, diz que o Sabadinho Bom é um evento cultural de extrema importância para João Pessoa. “ É um evento já consolidado na vida do cidadão pessoense e dos turistas que nos visitam. “ , mas é sobretudo uma ação que tem um sentido social muito forte, porque a Praça Rio Branco já se tornou um ambiente de encontro das pessoas, todos os sábados. As pessoas já sabem que naquele ambiente urbano e agradável podem se encontrar para experinciar música de boa qualidade, seja samba ou seja chorinho. Também é uma ação que tem repercussão econômica porque a gente desenvolve uma microeconomia no nosso Centro Histórico, como uma forma de valorização desse território”, ressalta o secretário.

Sobre a Praça – A Praça Rio Branco está localizada no Centro Histórico de João Pessoa. Foi construída entre os séculos XVI e XVII. A princípio como largo e uma área de grande importância para a cidade no período da colônia e império. No local funcionavam o centro administrativo e sede da Capitania Real da Paraiba. O espaço abrigava a Câmara, a cadeia pública, o mercado público, correios, a casa do capitão-mor, que era o mandatário da Capitania e ainda o primeiro açougue e o pelourinho. Hoje a localidade, abriga além de lojas, bares e restaurante, um espaço para a Música Popular Brasileira cantada por talentos paraibanos.

últimas notícias

Categorias

Redes Sociais