Secretaria de Saúde realiza o I Encontro de Formação para Gestores

Secretaria de Saúde realiza o I Encontro de Formação para Gestores

A Secretaria Municipal de Saúde (SMS), por meio do Centro de Referência em Saúde do Trabalhador (Cerest), realizou, nesta sexta-feira (17), o I Encontro de Formação para Gestores. O evento aconteceu no auditório do Sindicato dos Trabalhadores de Telecomunicações da Paraíba (Sintel-PB) e contou com a participação de diretores, coordenadores, gerentes e chefes de seções dos serviços que compõem a Rede Municipal de Saúde.

Com o objetivo de promover uma conscientização para maior valorização e respeito no ambiente de trabalho, foi escolhida a temática do assédio moral e sexual para ilustrar o I Encontro de Formação para Gestores.

“Esse encontro traz uma temática fundamental no âmbito da gestão e das relações interpessoais, que é o assédio moral e sexual no ambiente de trabalho. É importante a gente debater essa questão, orientar os gestores acerca dessa temática, trazer a luz acerca do que caracteriza esses tipos de comportamentos para que a gente possa atuar no aspecto da promoção de saúde e a prevenção de doenças relacionadas ao trabalho, sobretudo àquelas que atingem a saúde mental”, destaca Kléber José, diretor geral do Cerest.

O tema “Assédio moral e sexual no ambiente de trabalho: aspectos clínicos e jurídicos” foi debatido por meio de palestras ministradas pela juíza do Trabalho da 13ª Região, Dra. Mirela Cahú e, pela psicóloga clínica e doutora em psicologia pela Universidade Federal da Paraíba (UFBP) Dra Yana Mendes.

Para a juíza do Trabalho, a iniciativa da Secretaria Municipal de Saúde em fomentar a discussão sobre esse tema é fundamental para a promoção de um ambiente de trabalho confortável e seguro para os servidores, independente da posição que ocupam.

“Os transtornos mentais relacionados ao trabalho já são a terceira maior causa de afastamento do trabalho e dentre as hipóteses que podem ocasionar o desenvolvimento desses transtornos mentais do trabalho, uma delas é o assédio moral, as vivências de assédio. A gente precisa priorizar um trabalho de prevenção, de discussão sobre o tema, de reconhecimento de como é que funciona esse processo de assédio, quais as consequências disso, que podem gerar repercussão na vida e na saúde desses trabalhadores. Então qualquer ação, seja de prevenção ou de enfrentamento ao tema, ela é extremamente louvável. Eu acho que a Secretaria de Saúde atuou de forma vanguardista, e antes de qualquer determinação ou imposição sobre o tema, em já fazer um evento sobre essa temática”, explica a juíza.

A Secretaria Municipal de Saúde tem como objetivo promover novas rodadas de palestras sobre assédio, levando o tema para ser trabalhado junto aos demais servidores da rede municipal. Outros temas também serão debatidos em novos encontros de formação para os gestores.

últimas notícias

Categorias

Redes Sociais