Semana da Transparência destaca igualdade de gênero e equidade nas esferas da administração pública

Semana da Transparência destaca igualdade de gênero e equidade nas esferas da administração pública

A VI Semana da Transparência Pública e Combate à Corrupção, promovida pela Controladoria Geral do Município de João Pessoa (CGM-JP), destaca a importância da igualdade de gênero e equidade nas esferas da administração pública. Na Prefeitura de João Pessoa, 68% dos servidores municipais são mulheres. O encerramento do evento aconteceu nesta sexta-feira (17), no auditório do Sebrae, no Bairro dos Estados.

Durante o encontro, aconteceram as palestras com os temas ‘Os desafios da implementação da Lei Geral de Proteção de Dados para os gestores’; ‘A empatia feminina na resolução de problemas da ouvidoria’; ‘A participação institucional feminina no Ministério Público de Contas: o olhar com a perspectiva de gênero’; e ‘Mulheres como agentes de mudança: Estratégias Efetivas na Prevenção e Combate à Corrupção’.

O Controlador Geral do Município, Diego Fabrício Albuquerque, destacou que o evento colocou em alta o debate sobre igualdade de gênero e equidade nas esferas da administração pública. “À medida que mais mulheres assumem papéis de liderança em cargos públicos, vemos uma mudança significativa na maneira como as políticas são formuladas, implementadas e avaliadas. Parabenizo todas as palestrantes pelos ricos debates e a minha equipe que propôs o tema do encontro este ano. Acho que fomos muito felizes com a escolha”, avaliou.

A procuradora do Ministério Público de Contas, Sheyla Barreto Braga, destacou o engajamento feminino nas esferas do poder. “Quando falamos de mulheres como agentes de mudança, temos que pensar em estratégias de fomentar a participação dessas mulheres em todas as esferas de poder. Veja bem, um Tribunal centenário como de Contas, teve uma mulher como conselheira apenas em 1961 e o percentual de mulheres ocupando cargos de liderança ainda é muito baixo. Vivemos ainda numa época em que a mulher para ter seu protagonismo profissional depende de uma rede de apoio ou até mesmo precisa enfrentar o assédio moral em seus ambientes de trabalho, e isso também é enfrentar a corrupção. Então, equalizar essa realidade é torná-la mais igualitária”, frisou.

Para a auditora do Tribunal de Contas do Estado da Paraíba, Chrystiane Pessoa, o evento proporcionou destaque no empoderamento feminino e no combate à corrupção. “Enquanto mulher lutar por um mundo mais justo, de combate à corrupção e igualitário é desafiador e ao mesmo tempo motivador. Eu faço o controle externo dos municípios, mas precisamos muito do controle interno e das ouvidorias. É preciso ainda desmistificar e explicar para a população que não somos apenas um órgão fiscalizador e punitivo e, sim, cuidamos e fiscalizamos a aplicação do dinheiro da população. Acredito que já avançamos muito e temos muito ainda o que avançar. Estamos plantando para colher os frutos no futuro. E já valeu a intenção de semear”, declarou.

Lei Geral de Proteção de Dados – A diretora de proteção de dados da Secretaria Executiva de Integridade e Governança (SEIG), Gizeuda Cariri, pontuou sobre a importância da LGPD. “A lei de proteção de dados nos mostra uma nova cultura de privacidade e proteção de dados para promover a conscientização de toda a sociedade acerca da importância dos dados pessoais e os seus direitos à privacidade”, explicou.

últimas notícias

Categorias

Redes Sociais