Servidores da Emlur apresentam tema da coleta seletiva no Desfile da Independência

Os servidores da Autarquia Especial Municipal de Limpeza Urbana de João Pessoa (Emlur) apresentaram o tema da coleta seletiva no desfile cívico-militar deste 7 de Setembro, em comemoração à Independência do Brasil. Mais de 50 colaboradores desfilaram na manhã desta quarta-feira (7), percorrendo as avenidas Getúlio Vargas e Duarte da Silveira, levando a mensagem do reaproveitamento e do correto descarte de resíduos.

Para o superintendente da Emlur, Ricardo Veloso, a participação da Autarquia no tradicional evento se faz importante para manter uma relação próxima com a população. “Escolhemos a temática da coleta seletiva haja vista termos lançado um programa neste ano para ampliar esta prática. E contamos com o apoio das pessoas na separação dos resíduos recicláveis”.

A participação da Emlur começou com um trio de porta-bandeiras, contemplando o Brasil, a Paraíba e a cidade de João Pessoa. Na sequência, o grupo Baticumlata se apresentou em cima de um caminhão, com uma performance que contemplou os ritmos nordestinos e a importância da  consciência ambiental.

“O som dos batuques, criado a partir dos nossos instrumentos produzidos com materiais recicláveis, convida as pessoas a uma viagem sonora repleta de significados regionais e históricos, ao mesmo tempo em que procuramos inspirar por meio da mensagem entre música e meio ambiente”, comenta o coordenador do Baticumlata, Jairo Gomes.

A Divisão de Arte e Cultura (Diac) apresentou diversas peças de artesanato produzidas com materiais recicláveis, como luminárias de flores feitas de garrafa PET, vasos, chaleiras e panelas de papel, bolsas de caixa leite, boneco de metal e animais de vidro. Conforme a coordenadora da Diac, Risonete Guedes, o objetivo foi mostrar às pessoas as diversas possibilidades de reaproveitamento de materiais.

Na sequência, desfilaram os agentes de limpeza divididos em quatro grupos para representar a execução dos serviços de zeladoria da Emlur. Cada um representou uma ferramenta de trabalho: o carrinho de coleta, a vassoura, a pá e a roçadeira intercostal.

Coleta seletiva – O caminhão de coleta seletiva chamou a atenção para o tema do desfile para evidenciar a necessidade de adesão da população à causa. Neste ano, a Emlur laçou o Programa Municipal de Coleta Seletiva para ampliar o recolhimento de materiais recicláveis. Com a execução do programa, o serviço passou a ser prestado nos condomínios de mais de três pavimentos, conforme prevê a Lei Estadual nº 10.041/2013. O serviço é realizado mediante adesão dos síndicos.

A Divisão de Bem-estar Social (Dibes) e a Diac organizaram a participação da Emlur, no desfile. A coordenadora da Dibes, Lúcia Monteiro, já desfila há anos no 7 de setembro e, para ela, é uma satisfação. “Já são muitos anos trabalhando no evento. Todos os setores nos apoiaram, deram sua contribuição de alguma forma para nos ajudar nessa apresentação”.

Ainda participaram os integrantes do grupo de teatro Arte do Riso, os agentes de educação ambiental e os agentes de fiscalização, que fazem um trabalho contínuo, ao longo do ano, de diversas ações de orientação e educação sobre as corretas práticas de descarte de resíduos.

Banda marcial – A Emlur foi acompanhada pela banda marcial da Escola Municipal Almirante Barroso, localizada no bairro de Oitizeiro, que encerrou a participação. O maestro Edvanio Ferreira é o regente da banda marcial, que tem como coordenador o coreógrafo Ailton Silva. Aproximadamente 70 estudantes participaram do desfile, entre pelotão cívico, corpo coreográfico, comandante mor, baliza e corpo musical.

últimas notícias

Categorias

Redes Sociais